Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Filiações 2019
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Seguros
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Formação
Centros BTT
Documentação
Centros BTT
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Disciplina
Contactos
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
Ivo Oliveira campeão europeu de perseguição
Pista
O português Ivo Oliveira conquistou hoje a primeira medalha de ouro do ciclismo de pista português, sagrando-se campeão europeu de perseguição, na categoria de juniores, na prova disputada no Velódromo Nacional, Sangalhos, Anadia.

Ivo Oliveira dominou completamente a final, perante o francês Corentin Ermenault, rodando na frente em 11 das 12 voltas à pista, terminando a prova com um excelente registo de 3’17’’704, menos 2,028 segundos do que o adversário. Na corrida pelo bronze impôs-se o polaco Daniel Stanieszewski.

“Foi uma vitória do trabalho feito ao longo de anos com a ajuda da minha equipa, a Bairrada, e principalmente da Seleção Nacional. É uma sensação fabulosa ser campeão da Europa. Senti um imenso apoio do público e dos meus colegas que estavam nas bancadas. Nunca tinha visto este velódromo tão cheio e com tanto entusiasmo”, disse Ivo Oliveira, antes da subida ao pódio.

O selecionador nacional de pista, Gabriel Mendes, é também um homem feliz, mas faz questão de analisar o triunfo de forma racional. “Sabíamos que, passando à final, tudo poderia acontecer. O Ivo chegou à final com um tempo quatro segundos melhor do que o seu anterior máximo. A vitória na final foi um momento de transcendência, em que ele teve uma performance fabulosa, retirando quase mais 3 segundos ao tempo do apuramento”, frisa o técnico.

O presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, considera que a medalha de ouro de Ivo Oliveira “é um feito inspirador, mais uma barreira ultrapassada, numa vertente em que Portugal está a dar os primeiros passos, mas no caminho correto”.

Rui Oliveira, irmão gémeo de Ivo, também esteve hoje em evidência, pelos melhores e pelos piores motivos. A nota mais relevante foi o excelente quinto lugar que alcançou na prova de 1 km contrarrelógio, que terminou em 1'05''504, a 2,174 segundos do vencedor, o checo Jiri Janoser, e apenas a 480 milésimos de segundo da medalha de bronze.

Já depois de terminada a corrida, na volta de descompressão à pista, embateu no bloco de partida e no corredor que se preparava para competir em seguida, caindo desamparado e pregando um enorme susto ao muito público presente. O diagnóstico, entretanto efetuado, aponta apenas para escoriações, sem nada de grave que impeça o gaiense de continuar neste Europeu.

Francisco Campos foi o outro luso participante na corrida de contrarrelógio para juniores, sendo o 21.º classificado, a 6,225 segundos do vencedor. Além do checo Jiri Janoser, o pódio ficou completo com o holandês Sam Ligtlee, segundo, e com o alemão Aaron Reiss, terceiro.



2014-07-23 - 09:59:03
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Ciclismo Vai Escola
Assembleia Geral
Documentos Novembro 2018
Inscrições Online
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais